Recalcatti pede dados sobre carros abandonados em delegacias

O deputado Delegado Rubens Recalcatti (PSD) encaminhou nesta semana às autoridades estaduais pedido de informações para apurar a quantidade, a situação legal, as condições de conservação e os valores gastos com a guarda dos carros abandonados que lotam pátios, estacionamentos e até ruas vizinhas de delegacias e unidades da Polícia Civil do Paraná.“Os carros apreendidos ou mesmo recuperados acabam sendo guardados nesses locais, causando transtornos tanto para os policiais, como para a vizinhança”, apontou Recalcatti. “Em tese, após os procedimentos legais, esses veículos deveriam ser leiloados”, afirmou. Pela legislação, o Judiciário teria 180 dias para dar a correta destinação aos veículos.De acordo com Recalcatti, o objetivo do expediente enviado ao secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP), Wagner Mesquita, é o de quantificar o número de carros abandonados que podem ou não ser colocados à leilão. “Depois de apurados esses números, vamos buscar as providências cabíveis”.Segundo recomendação emitida em 2010 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os magistrados estão autorizados a realizar a venda antecipada de bens sob guarda judicial para que não se tornem obsoletos ou inutilizáveis. “É preciso dar uma solução para essa situação porque algumas Delegacias estão parecendo ferro-velho”, resumiu Recalcatti.
06/09/2017 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:
Visitas no site:  6989
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia